Fechar


Seguros Patrimoniais

shutterstock_370595594

Argo Seguros investe na interatividade com o corretor em sua plataforma digital

A Argo Seguros acaba de lançar o Protector Beta, uma extensão na Central do Corretor destinada a colocar em testes e desenvolver novos produtos digitais. A novidade abrirá ainda mais as possibilidades de participação do corretor de seguros em opinar, classificar e fazer sugestões sobre os produtos e a usabilidade do sistema, contribuindo no desenvolvimento dos mesmos.

“Vivemos em uma era em que tudo pode ser compartilhado e customizado. Queremos trazer esse conceito também para o mercado de seguros, oferecendo aos corretores a possibilidade de contribuírem para o desenvolvimento de produtos cada vez mais adequados ao perfil dos seus clientes”, explica Salvatore Lombardi Jr., diretor de Relacionamento com o Mercado da Argo Seguros.

Neste primeiro momento, o Protector Beta oferece quatro produtos para serem comercializados pelos corretores de seguros. Entre as novidades estão seguros para Equipamentos Odontológicos; Responsabilidade Civil Geral e Profissional;  e  Transportes de Cargas.

O seguro de Equipamentos Odontológicos garante ao profissional liberal e ao empresário proteção completa para seus equipamentos, como danos acidentais, roubo ou furto qualificado, dentro e fora da clínica.

Na área de Responsabilidade Civil Profissional, a novidade é a cobertura para Profissionais da Saúde contra reclamações relacionadas a alegações de falhas no exercício da atividade profissional de enfermeiros, psicólogos, veterinários, fisioterapeutas, nutricionistas, entre outros prestadores de saúde, tanto na pessoa física como jurídica.

Em Responsabilidade Civil Geral teremos um novo seguro na área de Lazer e Turismo (clubes, hotéis, pousadas, bares e  restaurantes), protegendo o segurado contra danos causados a terceiros, sejam eles materiais, corporais ou morais, nas mais diversas situações de risco às quais o negócio está exposto.

Por fim, o Transporte de Cargas – Apólices Anuais é destinado para empresas que querem proteger as suas mercadorias dos diversos tipos de risco que podem ocorrer durante uma importação ou exportação.

Os quatro novos seguros estão disponíveis somente na Central do Corretor, dentro da plataforma Protector, no ícone “Protector Beta”. “Nosso objetivo é aperfeiçoar os produtos juntamente com o corretor, através da utilização da ferramenta e dos seus feedbacks. No entanto, se no entendimento do corretor o produto já está adequado às necessidades do seu cliente, ele já poderá ser comercializado normalmente”, afirma Salvatore.

O executivo lembra ainda que desde a chegada da Argo Seguros no Brasil, em 2012, a proposta sempre foi escutar os corretores para ampliar o leque de produtos,

melhorar os serviços e ajudá-los a vender cada vez mais, em menos tempo. “Hoje estamos elevando este modelo de negócios a um novo patamar. Convido todos a participarem deste formato para que possamos oferecer seguros cada vez mais associados às necessidades dos seus clientes”, finaliza.

Os produtos disponíveis no Protector Beta reúnem as mesmas facilidades dos demais seguros oferecidos na plataforma Protector, como a possibilidade de fazer uma cotação em tempo real, com coberturas abrangentes, em todo território nacional. A diferença está apenas na contratação e emissão da apólice, que no Protector Beta é feita pela seguradora em 48 horas após o recebimento da cotação assinada.

shutterstock_135442784

Argo Seguros firma parceria com Bike Registrada

Estimular a mobilidade urbana de maneira sustentável, promover a segurança do ciclista, combater o roubo, dificultar a comercialização e auxiliar na recuperação e devolução de bicicletas roubadas/furtadas no país. É com base nesses objetivos que fechamos uma nova parceria com a Bike Registrada, o maior cadastro nacional de ciclistas e registro de bicicletas do Brasil.

Pelo acordo, desenvolvemos em parceria com a Bike Registrada um seguro específico para os milhares de ciclistas cadastrados na plataforma, voltado para proteção contra roubo e furto de bicicletas que custam entre R$ 2 mil e R$ 75 mil.

Vanessa Oliveira, nossa gerente do canal de Strategic Partnership, acredita que a parceria é muito boa para os dois lados. “Este é o tipo de acordo em que os dois lados tem muito a ganhar. A seguradora, porque tem acesso a informações importantes para a regulação de sinistros; e a Bike Registrada, que passa a contar com um seguro exclusivo, desenhado especialmente para as necessidades de seus clientes”, explica.

“A nossa parceria com a Argo Seguros nasceu para democratizar o seguro de bicicletas no Brasil. A Bike Registrada trouxe para o mercado um seguro de acordo com a necessidade do ciclista, ou seja, prático, de rápido contratação e baixo custo. Agora, pedalar tranquilo é uma realidade acessível os ciclistas”, comemora Alexandre Ramos, CMO da Bike Registrada.

Através do endereço http://www.bikeregistrada.com.br também é possível fazer contato direto com o dono da bicicleta roubada, criando possibilidades reais de devolução de uma bike recuperada. Vale lembrar que dados recentes da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) revelaram que somente no primeiro trimestre deste ano foram registrados 130 roubos de bicicletas, uma média de duas ocorrências a cada três dias.

shutterstock_752425855

Argo Seguros lança 2ª websérie com dicas digitais para o dia a dia do corretor

Entender melhor as novas tecnologias e de que forma o corretor pode usá-las ao seu favor no dia a dia. São com base nesses objetivos que lançamos a websérie “Dicas Digitais Argo Seguros”, que terá oito capítulos e apresentação de Roberto Uhl, gerente de Canais Digitais da companhia.

Com vídeos curtos, de aproximadamente um minuto, a nova websérie traz as principais questões relacionadas ao mercado de seguros e a tecnologia. Entre os temas abordados estarão as principais terminologias digitais (Big Data, Inteligência Artificial, Bots e Blockchain); diferenças entre o meio digital e as Insurtechs; e as próximas tendências do segmento.

O primeiro capítulo, por exemplo, explica rapidamente os caminhos que o meio digital está usando para transformar o setor. Para assistir, basta acessar o endereço: https://www.youtube.com/watch?v=1jPPr6Yiuts.

“O mundo digital está transformando o mercado de seguros e a nossa websérie vai explicar como e porque acontece este processo. Vamos trazer uma visão digital que seja aplicada ao mercado de seguros, por isso quero convidar todos os corretores a nos acompanharem no canal Argo Protector do Youtube”, afirma Roberto.
Essa é a segunda websérie lançada pela seguradora. Há quase um ano, a companhia inovou ao abordar técnicas de marketing digital para ajudar os corretores a gerar novos negócios através da internet. Quem não teve a oportunidade de assistir, pode acessar pelo endereço https://goo.gl/j1stWg e digitar “Webserie Protector” na playlist.

 

RouboCargas_Texto1_PRT_Blog_Junho18 (1)

Casos de roubo de carga aumentam 49% nos últimos 4 anos

De acordo com as estatísticas recentes, o roubo de carga gerou prejuízo de R$ 1,5 bilhão no Brasil no último ano.

A Associação Nacional de Transporte Rodoviário de Cargas e Logística registrou cerca de 25 mil sinistros por motivo de roubo em 2017. As ocorrências, somadas, geraram prejuízo de R$ 1,5 bilhão. Os casos de roubo de carga aumentaram 49% nos últimos quatro anos, de acordo com o instituto.

O eixo Rio-São Paulo, que concentra um dos maiores fluxos do Sudeste, concentra 81% dos casos de roubo de carga registrados. O Brasil é um País com forte apelo rodoviário para o transporte de carga e, em muitas rotas, todo o material pode ficar vulnerável a roubos e extravios. Entre todos os modais, o transporte rodoviário envolve mais da metade do transporte de cargas em todo o território nacional.

De acordo com estudo realizado pelo Sistema Firjan, organização ligada à Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro, o prejuízo de R$ 6,1 bilhão com o roubo de cargas em todo o Brasil, entre os anos de 2011 e 2016, supera em cinco vezes o valor anunciado pelo Governo para reformas no sistema penitenciário brasileiro.

RouboCargas1_Texto1_PRT_Blog_Junho18 (1)

O prejuízo com roubo de cargas no Brasil

Já o estudo da MC2R Inteligência Estratégica, apresentado no primeiro semestre de 2018, traz um dado alarmante: a cada 21 minutos uma carga é roubada no Brasil. A estatística mostrou que R$ 277 mil em cargas foram roubados por hora no Brasil no último ano.

Em comparação com outros países da Europa e América do Norte, a nível internacional, o Brasil registrou 260,8% mais casos que o total de ocorrências envolvendo o roubo de cargas nos países de primeiro mundo. Trata-se do oitavo País mais perigoso para o transporte de cargas em uma lista de 57 países.

A Federação das Indústrias do Estado do Rio e aproximadamente 30 entidades de setores comumente afetados pelo crime do roubo de cargas lançaram, em 2017, o Movimento Nacional contra o Roubo de Cargas. O projeto defende a criação de níveis de cooperação entre Governo Federal, os estados e os setores chaves da sociedade para agir no combate a essa prática criminosa.

Aliado à necessidade de uma legislação mais rigorosa em relação ao roubo de cargas, é essencial prevenir eventuais problemas aderindo a pacotes de seguro e tecnologias que permitem a identificação e o monitoramento em tempo real das cargas.

Dessa forma, unindo um mecanismo punitivo a uma logística de prevenção e seguros, torna-se possível contornar esse cenário de riscos que envolve o transporte de cargas ao redor do País.

Assine a newsletter no site para ter acesso a conteúdos exclusivos e se manter atualizado sobre as principais novidades do setor de seguros e prevenção.

CentralCorretor_Leads_Texto3_Protector_Blog_Maio18

Captando Leads com o Protector

 

A gente sabe que um dos maiores desafios das seguradoras, é conseguir oferecer leads qualificados e em abundância para os seus corretores.

Para encontrar os potenciais segurados é preciso estar presente em seus territórios, e hoje, isso se resume quase que totalmente aos canais digitais.

Facebook, Instagram, E-mail…cada um desses canais ocupa uma fatia de nossas rotinas. E para cada um desses espaços, existe uma linguagem mais apropriada.

O Protector – plataforma digital para contratação de seguros da Argo – foi desenvolvido e aprimorado durante anos, para tornar todo esse processo muito mais eficiente à corretora e aos corretores.

Como captar Leads?

Por meio da nossa “Central do Corretor”, colocamos à disposição uma “feature” que permite a criação de campanhas digitais.

As campanhas podem ser lançadas pelo corretor em redes sociais e e-mail e quando o lead é captado, seus dados caem diretamente na central.

O corretor faz a gestão dos seus leads, controla seus prêmios, ativa renovações de negócios além de tantas outras possibilidades.

Isso permite uma melhor performance desde o início ao final do funil. Uma solução holística e construída pra o benefício do corretor.

No próximo post falaremos um pouco mais sobre a “Central do Corretor” e sobre gestão campanhas. Até lá!

SeguroBikes_Texto1_Protector_Blog_Maio18 (1) (1)

5 motivos para contratar seguro para bike elétrica

O  seguro para bike é a forma ideal de proteger o patrimônio e a terceiros contra qualquer ocorrência em meio ao aumento do trânsito nas grandes cidades.

 

O aumento do número de bicicletas como meio de transporte nas grandes cidades do Brasil já pauta as estatísticas de uma série de pesquisas.

Na cidade de São Paulo, por exemplo, um estudo de 2016 realizado em conjunto pelo Ibope e a CET (Companhia de Engenharia e Tráfego), relatou que o aumento do número de ciclistas ultrapassou os 60% no período de apenas um ano.

O incentivo ao uso das bikes faz parte de um pensamento mais saudável e sustentável que tem crescido nos últimos tempos. A bicicleta está em alta! Seja por uma questão ecológica, já que evita a emissão de poluentes;  de mobilidade urbana, pela diminuição do trânsito e novas alternativas ao carro e ao transporte público; ou simplesmente de saúde, pois a pedalada se trata de um ótimo exercício.

Entre os diversos modelos de bikes, nas grandes cidades, as elétricas têm se destacado à frente das demais. Em reportagem da Revista Veja, a Associação Brasileira de Veículos Elétricos estima que em capitais como São Paulo e Rio de Janeiro, o número de bikes elétricas já ultrapassou os 5.000 exemplares.

Por que fazer seguro para bike elétrica?

As bikes elétricas estão enquadradas na categoria de alto valor agregado – entre R$ 2 mil e R$ 70 mil. O sistema elétrico pode funcionar através das pedaladas ou com um motor a parte, o que pode aumentar ainda mais a potência.

Em comparação à tradicional magrela, as bikes elétricas otimizam o tempo e o esforço físico durante a pedalada, sendo uma solução ideal para pessoas que querem usar a bicicleta para ir trabalhar, mas sem muito desgaste. Assim, é possível encarar a pedalada com roupa social de forma mais confortável e sem pingar de suor!

Devido ao aumento das bicicletas na cidade, e as diferentes rotas cumpridas diariamente, o seguro para bikes, seja ela elétrica, convencional, de trilha ou esportiva, é essencial para prevenir contra acidentes ou qualquer dano que possa acontecer em meio ao trânsito. Veja mais em Protector Bikes

Abaixo vamos pontuar cinco motivos para você refletir sobre a importância do seguro para sua bike elétrica. Acompanhe.

Maior proteção contra roubo ou furto

Imagina estacionar a sua bike e não encontrá-la no lugar quando voltar?
Diante da grande movimentação de bikes nas grandes cidades, qualquer ciclista está suscetível a furtos. Sobretudo ao estacionar a bicicleta na rua ou até mesmo em bicicletários, seja no supermercado, no metrô ou até mesmo no trabalho.

Com um seguro para bike, você garante proteção contra roubos e furtos e evita surpresas desagradáveis!

SeguroBikes1_Texto1_Protector_Blog_Maio18 (1)

Reparo de danos

Os programas de seguro para bike também cobrem danos em razão da pedalada. Eventuais custos com reparos ou reposição de peças em casos de acidentes durante a pedalada ou o transporte da bike ficam a cargo da seguradora, que garante o conserto e a devolução do veículo ao segurado.

No caso das bikes elétricas, há o risco, ainda que pequeno, de uma pane qualquer comprometer o sistema de funcionamento e causar graves prejuízos, como curto circuito, incêndios e até mesmo explosões.

Assim fica mais fácil garantir o funcionamento da bike sempre em dia, né?

Causas Externas

Eventuais ocorrências como incêndios, raios e explosões de qualquer natureza também são cobertas pelos programas de seguro para bike.
Sobretudo em relação às elétricas, eventuais panes podem acarretar em curto circuitos e explosões.

Os problemas que um ciclista pode enfrentar no dia-a-dia não se resumem a ocorrências como roubos ou eventuais reparos. Em grandes cidades, o trânsito de bikes também é causa de acidentes. Além do roubo ou furto, grande parte dos sinistros vinculados às bicicletas foram registrados em razão de acidentes.

O seguro para bikes, nesse caso, garante o conserto da bicicleta e também de danos causados a terceiros, como por exemplo em um atropelamento.

Danos a Terceiros

Além da cobertura para a bike do segurado, os programas também podem garantir a proteção contra danos materiais e corporais causados a terceiros.

Neste caso, todo processo de análise depende de uma relação de documentos e vistorias a serem realizadas com ambas as partes.

Não espere pela urgência. Que tal se antecipar aos problemas e conhecer um pouco mais sobre as ofertas de seguro para bike? Já diria o ditado: “É melhor prevenir do que remediar!”.

TransporteCargas_Texto2_Protector_Blog_Maio18 (1) (1)

Dicas para uma boa gestão no transporte de cargas

Conhecer e administrar os riscos, que são inerentes a essa atividade, é fundamental para diminuir os danos causados às cargas durante o transporte

 

A tarefa de transportar mercadorias, invariavelmente, envolve uma série de riscos e desafios em razão de fatores internos e externos que podem influenciar essa operação.

Visando facilitar a gestão de riscos no transporte de cargas, a ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) lançou, em 2018, uma rede de mapeamento logístico interligada. Com base na integração de dados entre os elos da cadeia de transporte, é possível mapear os fluxos dos produtos e mercadorias. Veja mais aqui

O objetivo final é aumentar o controle sobre as movimentações e minimizar a ocorrência de eventuais problemas como perdas, roubos ou danos ao material, garantindo que os produtos cheguem intactos ao seu destino final.

São inúmeros os riscos relacionados ao transporte de cargas. Por isso, demanda veículo, formas de armazenamento e manuseio específicos. O gerenciamento correto da atividade, no entanto, não engloba apenas o transporte ou a carga e a descarga, mas também a necessidade de manter as documentações em dia.

Isso evita problemas relacionados ao fisco e que, muitas vezes, podem resultar na interrupção do trajeto, fazendo com que a carga não consiga chegar ao seu destino. Também comprova o perecimento dos produtos e garante que a mercadoria não seja descartada.

TransporteCargas1_Texto2_Protector_Blog_Maio18 (1)

Dicas para um transporte de cargas de qualidade

Ao gerenciar riscos no transporte de cargas, as medidas devem contemplar todo o processo logístico, da escolha das pessoas e recursos até a chegada do produto ao cliente final.

Abaixo vamos enumerar algumas dicas para ajudar você a repensar a logística do transporte de cargas.

Planejamento Prévio

Um planejamento coeso pode otimizar o transporte de cargas em inúmeros aspectos, desde a escolha do veículo conforme o tipo de carga, até a organização dos produtos e roteiro para descarga. Neste caso, o tipo e a fragilidade do produto devem ser levados em conta na hora de traçar as rotas.

Organização das Cargas

Seja no transporte aéreo, rodoviário, ferroviário ou marítimo, a organização das cargas é fundamental para preservar a integridade dos produtos. Deixar pacotes mais pesados por baixo e preencher todos os espaços evita que as caixas possam se movimentar durante o deslocamento.

A utilização de sacos plásticos e outros materiais para minimizar o impacto e o atrito entre as cargas também é uma saída. A amarração correta dos produtos, inclusive, pode diminuir em até 30% o registro de sinistros relacionados ao transporte de cargas.

Ferramentas de Identificação e Rastreamento

Programas de identificação permitem que não só os produtos, como o veículo responsável pelo transporte das cargas, seja monitorado enquanto cumpre o roteiro traçado.

As ferramentas podem variar entre um simples código de barras, por exemplo, até um sistema de codificação digital que notifica o responsável sobre qualquer movimentação do produto durante o trajeto até o seu destino final.

Nesse cenário, cada embalagem em questão recebe um código, assim como o veículo responsável pelo transporte de cargas. A atitude minimiza o extravio de produtos ou a ocorrência de fraudes, por exemplo.

Seguro para Cargas

Diante da terceirização do transporte de cargas, em decorrência do grande volume de rotas e trajetos a serem cumpridos, torna-se fundamental prezar pela segurança do patrimônio em deslocamento.

Os programas de seguro voltado para cargas garantem proteção contra os principais riscos relacionados ao transporte de cargas, oferecendo coberturas básicas, adicionais e específicas.

Dependendo do pacote, é possível aproveitar o suporte do seguro para cobrir custos de frete, despesas com a operação logística, e até mesmo eventuais gastos advindos de ocorrências como furto ou roubo.

Não deixe que seu patrimônio corra riscos desnecessários. Que tal antecipar os cuidados e priorizar uma boa gestão de riscos no transporte de cargas? Veja os detalhes do Protector Cargas. 

Protector_webserie

Assista a nossa web série de Marketing Digital e impulsione seus negócios

Se você quer vender mais, em menos tempo, chegou o momento de aprender. A Argo Seguros produziu uma websérie para ensinar os corretores de seguros a prospectar e gerar novos negócios utilizando estratégias de marketing digital.

Com 10 episódios, os  temas abordam assuntos importantes sobre “como utilizar o Facebook para prospectar e promover produtos”, “técnicas de SEO” (Search Engine Optimization), “o que são AdSense e AdWords”, e um “tutorial sobre Analytics e Insights”, entre outras coisas.

(mais…)