Casos de roubo de carga aumentam 49% nos últimos 4 anos

De acordo com as estatísticas recentes, o roubo de carga gerou prejuízo de R$ 1,5 bilhão no Brasil no último ano.

A Associação Nacional de Transporte Rodoviário de Cargas e Logística registrou cerca de 25 mil sinistros por motivo de roubo em 2017. As ocorrências, somadas, geraram prejuízo de R$ 1,5 bilhão. Os casos de roubo de carga aumentaram 49% nos últimos quatro anos, de acordo com o instituto.

O eixo Rio-São Paulo, que concentra um dos maiores fluxos do Sudeste, concentra 81% dos casos de roubo de carga registrados. O Brasil é um País com forte apelo rodoviário para o transporte de carga e, em muitas rotas, todo o material pode ficar vulnerável a roubos e extravios. Entre todos os modais, o transporte rodoviário envolve mais da metade do transporte de cargas em todo o território nacional.

De acordo com estudo realizado pelo Sistema Firjan, organização ligada à Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro, o prejuízo de R$ 6,1 bilhão com o roubo de cargas em todo o Brasil, entre os anos de 2011 e 2016, supera em cinco vezes o valor anunciado pelo Governo para reformas no sistema penitenciário brasileiro.

RouboCargas1_Texto1_PRT_Blog_Junho18 (1)

O prejuízo com roubo de cargas no Brasil

Já o estudo da MC2R Inteligência Estratégica, apresentado no primeiro semestre de 2018, traz um dado alarmante: a cada 21 minutos uma carga é roubada no Brasil. A estatística mostrou que R$ 277 mil em cargas foram roubados por hora no Brasil no último ano.

Em comparação com outros países da Europa e América do Norte, a nível internacional, o Brasil registrou 260,8% mais casos que o total de ocorrências envolvendo o roubo de cargas nos países de primeiro mundo. Trata-se do oitavo País mais perigoso para o transporte de cargas em uma lista de 57 países.

A Federação das Indústrias do Estado do Rio e aproximadamente 30 entidades de setores comumente afetados pelo crime do roubo de cargas lançaram, em 2017, o Movimento Nacional contra o Roubo de Cargas. O projeto defende a criação de níveis de cooperação entre Governo Federal, os estados e os setores chaves da sociedade para agir no combate a essa prática criminosa.

Aliado à necessidade de uma legislação mais rigorosa em relação ao roubo de cargas, é essencial prevenir eventuais problemas aderindo a pacotes de seguro e tecnologias que permitem a identificação e o monitoramento em tempo real das cargas.

Dessa forma, unindo um mecanismo punitivo a uma logística de prevenção e seguros, torna-se possível contornar esse cenário de riscos que envolve o transporte de cargas ao redor do País.

Assine a newsletter no site para ter acesso a conteúdos exclusivos e se manter atualizado sobre as principais novidades do setor de seguros e prevenção.