A grande ascensão do Direito no Brasil.

O Direito no Brasil tem caráter bem peculiar. Um mercado em enorme expansão e extremamente competitivo, que cresceu exatamente 778,18% em número de faculdades nos últimos 20 anos. A comparação com a China, que possui uma população sete vezes maior, evidencia esta crescente. Em terras tupiniquins, são 1.284 cursos de Direito registrados pela OAB em 2014, contra 987 dos orientais. E a ascensão não para por aí.

No Brasil, 835 mil advogados possuem registros na OAB. O maior número de Advogados exercendo a profissão dentro de um país, no mundo inteiro. Até 2018, esse número deve chegar à 1 milhão, de acordo com consultores especializados. No Dia do Advogado, levantamos uma questão: como será o mercado com tantos profissionais?

Porta de entrada.

Sem o exame da OAB, o profissional não pode advogar. Por isso, 1,5 milhões de bacharéis de Direito que não tiveram aprovação no Exame aguardam sua chance de exercer a profissão. Segundo o Exame da Ordem dos Advogados, 82,5% dos estudantes que fazem a prova anualmente são reprovados. Uma prova de fogo responsável por barrar um grande número de pretendentes, logo de entrada.

shutterstock_222911455

As novas áreas.

Em 1990, os escritórios de advocacia no Brasil atuavam em 10 áreas. Hoje, são 48 segmentos de especialização. Os números são do levantamento feito pela Consultoria Selem, Bertozzi & Consultores Associados.

Entre as novidades, estão o Diretos das Novas Tecnologias, o Direito do Entretenimento, de Infraestrutura, BioDireito, Direito Bélico, entre outros. O cenário é de adaptação às novas tendências tecnológicas, assunto contante em alguns dos livros já abordados em post anterior, no qual separamos 4 livros indispensáveis para qualquer advogado.  

Além das tecnologias que chegaram para facilitar, existem fatores de ordem macro que coincidem com o crescimento ao longo dos últimos séculos. A crescente nas privatizações e no empreendedorismo, por exemplo, eleva o número de processos trabalhistas na justiça.

De acordo com os números do relatório do Conselho Nacional da Justiça, só no ano de 2012, ocorreram cerca de 7 milhões de tramitações nos tribunais de justiça. Citando o momento atual, é importante frisar que a crise econômica é outro fator que aumenta o número de demissões em massa e a consequente demanda por advogados.

Com os elevados números de processos e concorrentes, trabalhar sem ter que preocupar com fatores externos torna-se mais um diferencial para os Advogados. Por isso, estes profissionais precisam das facilidades de Protector, um seguro de Responsabilidade Civil Profissional que usa a tecnologia para facilitar.

Em menos de 5 minutos, é possível fazer a contratação de uma apólice de seguro. O atendimento ao longo do tempo é imediato, com uma equipe técnica muito bem capacitada. Para deixar tudo ainda mais dinâmico, existe o aplicativo Meu Protector, que permite a notificação de sinistros, gerenciamento de pagamentos, consulta ao serviço de emergência entre outras funcionalidades, a qualquer hora e qualquer lugar. Conheça o Protector Advogados.